Arquivo do mês: outubro 2015

Carta à morte

Olá cara amiga, te pressinto nos dias que se prolongam e nos vazios das noites escuras. Fizeste longas viagens e devo confessar que não senti tua falta, mas te aceito e te recebo. Agradeço-te por tardar e permitir a eternidade … Continuar lendo

Publicado em Amor | Deixe um comentário