Namorado não se torna, vai se tornando

ImageComeçar a namorar, assim pra inglês ver, depende de cada casal. Tem pedido que é romântico, tem o que é desajeitado… o gritado e o sussurrado. Tem o que nem é. Mas a gente não se torna namorado, vai se tornando, em um ciclo que na verdade nunca acaba, porque a cada instante temos que conquistar mais um bocado e nos entregarmos mais um pouquinho.

Vamos nos tornando namorados não no primeiro beijo, mas na primeira vez em que lembramos de algo muito engraçado no meio do beijo e começamos a rir, soprando ar pra tudo quanto é lado. Vamos nos tornando namorados não quando aparecemos lindos e juntos naquela festa em que estará todo mundo, mas sim quando achamos lindo aquele look descabelado do outro, que acabou de levantar. E a gente vai se tornando mais um pouquinho quando a vontade de ficar de conchinha é maior que a de ir embora porque clareou. Quando vê aquela foto de infância zuada e acha uma gracinha.

Não se vira namorado quando conhece a família, vamos virando quando começamos a aumentar a lista de amigo em comum. E vamos virando quando guardamos a entrada do primeiro filme no cinema ou a tampinha da cerveja do bar. Nos tornamos namorados não na primeira vez em que tivemos uma noite de sexo, mas quando aceitamos trocá-la por uma noite cuidando da gripe do outro, com direito a canja e cafuné.Não viramos namorados quando trocamos presentes em 12 de junho, vamos virando quando trocamos aquele olhar cúmplice que só nós entendemos, dando uma gargalhada mental da gafe que alguém acabou de dar e só nós percebemos.

A gente não começa a namorar quando põe aliança no dedo, mas vai começando quando se imagina pra sempre junto, passando por frio e calor, por tempos de fortuna e de miojo, aguentando mau humor e ganhando café na cama. Não viramos namorados quando comemoramos aniversário de namoro: ainda estaremos nos tornando quando estivermos velhinhos, rindo muito de alguma bobeira, até a dentadura cair. E o outro vai rir mais ainda, querendo ajudar a achar, mas sem conseguir porque não sabe onde colocou o óculos. E então vamos rir também, sem dente mesmo, para depois dizer “Feliz Dia dos Namorados” para o velhinho à frente, aquele que para nós ainda terá o mesmo brilho no olhar e será o nosso eterno namorado.

Anúncios
Esse post foi publicado em Amor. Bookmark o link permanente.

7 respostas para Namorado não se torna, vai se tornando

  1. Vanessa Cavalcanti disse:

    Ount que belo texto *-* sz

  2. Vanessa Cavalcanti disse:

    Adorei a foto ((:

  3. deboraqsantos disse:

    Obrigada, Van! Também adoro essa foto!

  4. Se eu achar o seu óculos você me ajuda a achar minha dentadura? =]

  5. Débora Vernalha disse:

    Que lindooo!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s