Barra de chocolate ou ovo de Páscoa?

Esse ano surgiu uma nova campanha “anticapitalista”: se uma barra de chocolate de 200g custa sei lá, R$ 5,00, por que pagar R$ 30,00 em um ovo de Páscoa com o mesmo peso? Claro que a moda pegou (pelo menos virtualmente), ainda porque, como diz meu chefe, em tempos de internet as pessoas se comportam como ovelhas (perdoem o trocadilho com o nome do blog): quando uma bali alarmada, todas as outras começam a balir assustadas, mesmo sem saber porquê (isso me lembra as ovelhas da Revolução dos Bichos, do Orwell, aliás). Apesar de esse ser um argumento claro e sem muita contestação, eu não aderi. Primeiro porque não sou anticapitalista e segundo porque não acho que o que importa é quantas gramas vem de chocolate e quanto eu paguei por cada grama. Definitivamente, apesar de não ser anticapitalista, não tenho essa relação de apego com meu dinheiro. Sou muito mais apegada aos sorrisos infantis que são dados quando um ovo de Páscoa surpresa é dado. Não acredito que veria esses sorrisos com uma barra de chocolate.
       Mas, falando primeiro do capitalismo e do dinheiro, não entendo por que as pessoas se incomodam em pagar em um ovo o mesmo valor de uma barra, mas não ligam de pagar cem reais por um All Star, sendo que um genérico poderia ser adquirido por trinta. Não dá nem para falar que é pela qualidade, porque All Star (que eu adoro, por sinal) molha na primeira pocinha d’água e abre um buraco gigante na sola em poucos meses de uso. A mesma coisa vale para outros tipos de sapatos, roupas, bolsas e celulares. Por que vou comprar um carro de cem mil reais se posso dirigir um por vinte mil? Acho que nem sempre o peso de compra pode ser “quanto foi gasto na produção”. Falar mal do capitalismo é uma constante, mas deixar de ser capitalista não. Em caso de revolta extrema, há passagens aéreas para a China ou Cuba, mas acho que ninguém está muito interessado nessa proposta.
      Voltando aos chocolates, eu não teria ficado tão encantada se meu chefe tivesse me aparecido com uma barra de chocolate em vez de um ovo de Páscoa surpresa. Toda minha insegurança sobre comprar uma barra de chocolate ou um ovo de Páscoa foram pelo ralo quando os olhinhos da minha vó brilharam ao receber um ovo todo enfeitado e ela me agarrou pelo pescoço e me deu uma bitoca estalada na bochecha, dizendo: “aaah, não precisaaaava. Que bonito, nem tenho coragem de abrir”. Assim como foram por terra quando minha irmã, que está com o pé enfaixado, veio pulando em um pé só, toda emocionada com o presente, achando uma fofura. Uma barra surpresa em cima do travesseiro não deixaria meu namorado com aquela cara de bobo apaixonado.
       Eu concordo que é um absurdo super faturarem tanto a Páscoa e os chocolates, mas existem certas coisas que dinheiro não compra. E se comprasse, eu deixaria de comprar All Star, roupas e celulares e daria tudo que eu tenho pela certeza da eternidade dos sorrisos que recebi nessa pré-Páscoa…
Anúncios
Esse post foi publicado em Comportamento. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s